O mercado segue derretendo

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Pessoal, o desespero é total! O mercado de ações está derretendo e o Ibovespa acaba de chegar nos 48.000. Onde vai parar? O mundo vai acabar?

Confesso que estou bastante apreensivo, pois como entrei no mercado em agosto de 2012, tenho a impressão que entrei no momento errado, no topo. Tenho aportado forte nos últimos meses, com as seguidas baixas, mas não sei aonde mais vai parar.

Espero não precisar deste dinheiro para não ter que vender nada, mas por outro lado estou um pouco em dúvida até quando devo continuar aportando neste mercado maluco. Quando penso que chegou no fundo, vem mais um fundo no dia seguinte, ou até mesmo algumas horas depois como aconteceu hoje.



Fechamento - Maio 2013

sábado, 1 de junho de 2013

O mês até que começou bem e lá para o dia 20 eu estava com mais de 3% de rentabilidade, mas aí as 2 últimas semanas judiaram, especialmente os 2 últimos pregões (29 e 31/05). O tempo fechou e minha carteira começou a derreter, mas nada que abale minha confiança no mercado de ações.

Este mês eu encerrei minha posição no fundo de ações, conforme explicado no post Ajustes Maio 2013. Com isso a carteira ficou dividida somente em 2 partes (1-carteira de sócio/longo prazo e 2-carteira de trade/médio-curto prazo), conforme abaixo:


1) Carteira de Sócio

Rentabilidade no mês: -2,21% (Ibovespa -4,30%)
Rentabilidade acumulada 2013: -3,06% (Ibovespa -12,22%)

Esta carteira tem uma composição mista de blue chips e ações defensivas. Neste mês uma boa parte do aporte foi nas ações ligadas a commodities (VALE5, PETR4 e GGBR4), uma vez que estas ações estão bem descontadas. Por um momento eu achei que a estratégia (que é de longo prazo) já daria certo agora, pois estas ações começaram a se recuperar, mas no final do mês a situação se inverteu e estas ações foram as que mais sofreram.

Tento manter uma proporção de 50% da carteira nas blue chips VALE5, PETR4, ITUB4 e GGBR4, com o restante em ações que misturam crescimento, defensivas e com dividendos CIEL3, NATU3, GETI4, AMBV4 e CCRO3. Estou analisando esta estratégia e possivelmente eu reduza a proporção das blue chips para 40%, concentrando meus próximos aportes no outro grupo, mas ainda não tomei a decisão.

Os destaques positivos no mês foram GETI4 (+15,96%) e ITUB4 (+5,95%). Já as ações que mais cairam no mês foram GGBR4 (-16,51%) e VALE5 (-12,22%)  

Veja abaixo como está a carteira de sócio:




1) Carteira de Trade

Rentabilidade no mês: -5,38% (Ibovespa -4,30%)
Rentabilidade acumulada 2013: -4,76% (Ibovespa -12,22%)

Neste mês eu montei esta carteira esperando uma recuperação do Ibovespa e certamente isso foi o fator que levou a carteira a um desempenho tão horrível. Enquanto o Ibovespa está subindo, eu estava tendo um desempenho ótimo, mas quando caiu a carteira foi junto, ou melhor, despencou.

GOAU4 foi um exemplo disso pois chegou a ficar positiva no mês e repentinamente fechou o mês em -16,29%. HGTX3 e BRML3 também tiveram quedas significativas (-5,89% e -7,37%, respectivamente). Estas últimas, por tratarem-se das ações com maior peso nesta carteira, acabaram sendo as responsáveis pelo resultado. 

Outro movimento interessante foi a realização de lucros em UGPA3. Esta é uma empresa excelente, mas avaliei que já não tinha mais tanto espaço para subir. Em contrapartida substituí por uma composição de CMIG4 + ELPL4, pois estou acreditando que as elétricas vão começar a se recuperar em algum momento. Durante boa parte do mês esta mudança foi ótima, pois as duas estavam com valorização média de +9%, mas as duas também não resistiram ao final do mês e fecharam com rentabilidade de +2,17% para CMIG4 e -2,57% para ELPL4.

Veja abaixo a composição da carteira de trade.



Rentabilidade Geral

A rentabilidade geral da carteira foi de terríveis -2,97%. Apesar de muito ruim, ainda assim melhor que o Ibovespa que foi -4,30% no mês de maio.

No acumulado do ano, minha carteira está em -4,73%, enquanto o Ibovespa já acumula queda de -12,22%.

Veja abaixo o gráfico que representa a rentabilidade mensal e acumulada da carteira (vermelho) e Ibovespa (azul)



Conclusão

Como minha carteira está posicionada aguardando uma recuperação do Ibovespa (que parece que nunca vem), ela está sujeita a sofrer nas situações em que o índice vai mal. Estou reavaliando minha posição, principalmente após os resultados pífios do PIB brasileiro e outros indicadores macro-economicos pelo mundo.

Fiquei feliz em ver que vários colegas blogueiros sobreviveram ao mês de maio. Infelizmente não tive a mesma sorte, mas espero que junho possa me dar mais alegrias!

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

 

Seguir por e-mail

Posts Populares

Blogs Favoritos

Estatísticas