Estudo de Cotação X Lucro

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Amigos, desde que comecei a investir através da compra direta de ações o assunto tem me tomado um tempo enorme de estudo em busca de encontrar respostas para os movimentos do mercado baseado em fundamentos (esqueça análise técnica!). Estes estudos tem por objetivo, mais do que me ajudar a decidir por qual empresa optar na hora de comprar ações, me confortar que realmente o investimento em ações é uma boa opção no longo prazo, pois entendendo a lógica, vou me sentir mais seguro. Após a leitura de diversos livros, sites e blogs, a teoria de que as cotações acompanham (no longo prazo) os lucros, altamente propagada por escritores como Benjamin Graham, Jeremy Siegel e localmente pelo Bastter, é a que me parece ter mais sentido.

TAPETÃO NÃO!

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Amigos, abri um espaço aqui no blog para protestar sobre esta palhaçada que está sendo feita com o futebol brasileiro. Um país que está prestes a organizar uma copa do mundo não pode se sujeitar a estas artimanhas para salvar os times grandes e prejudicar os times pequenos.

Pronto, limei tudo ...

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Finalmente tomei coragem e encerrei minha posição em ações em que eu estava posicionado para curto prazo, encerrando assim esta carteira. Vou manter ainda durante o mês de dezembro as carteiras separadas como estavam, para efeito de histórico, mas a partir de janeiro somente haverá uma carteira, a de sócio ou Buy & Hold.

A cobra vai fumar

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Antes que alguma sociedade protetora dos animais venha me criticar pela postagem, quero esclarecer que não sou a favor de maltratar os animais e muito menos incentivar qualquer animal a praticar o fumo, mas se a cobra for mesmo fumar, que seja produtos da Souza Cruz, pois desde ontem ela passou a fazer parte da minha carteira de sócio.

Até quando vamos viver esta ilusão que está tudo bem?

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

fonte: http://thefaintofheart.wordpress.com/2013/09/26/pillow-talk-xxx/
Pois é pessoal, como foi divulgado amplamente hoje o PIB (Produto Interno Bruto) recuou 0,5% no terceiro trimestre quando comparado com o segundo semestre. O pior resultado em 4 anos e um dos piores entre os principais países do mundo.

Fechamento - Novembro 2013

sábado, 30 de novembro de 2013

Mês de correção para a bolsa brasileira. Após 4 meses seguidos de alta, era de se esperar um mês mais fraco, a chamada correção ou realização de lucros. Muitos balanços importantes do 3T13 saíram ainda no início do mês e a bolsa oscilou bastante, porém passou a maior parte do tempo em baixa no mês.

E o Brasil?

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Sensacional, demonstra a forma como os povos resolvem seus problemas ....

fonte: https://pbs.twimg.com/media/BZrwltNIgAAmytk.jpg

Me preocupou não ver o Brasil na lista, será que estamos fora da escala? Ou então seria algo assim:

Brasil (Problema) ----> $ -----> (Problema x 10) -----> $$ -----> (Problema x 20) -----> $$$$$ -----> $$$$$ -----> $$$$$ -----> (Solução e Políticos Ricos)


A privacidade é minha e eu faço com ela o que eu quiser

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Amigos, este episódio da descoberta da identidade do Zé Mobral é mais um exemplo de como temos que tomar cuidado com o que postamos na Internet. O compartilhamento de informações é uma realidade, mas se desejamos ser anônimos, temos que tomar as devidas precauções. Existem muitas, mas muitas, maneiras de quebrar a privacidade na Internet, sem mesmo se utilizar das técnicas de invasão, quebra de senha, etc. Não vou ficar descrevendo aqui para não incentivar, mas uma pesquisa mais detalhada no Google pode fornecer mais informações sobre o assunto facilmente.

Planilha Excel com atualização automática de cotação

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Atualização 22/06/2015: A planilha foi atualizada para versão 1.2, para corrigir erros após mudanças no Yahoo. Mais detalhes aqui

Em um dos meus posts eu citei que uso uma planilha Excel que faz a atualização automática das cotações pela Internet. Após vários pedidos para disponibilizá-la, resolvi compartilhar com os amigos. Eu já uso a planilha há mais de 1 ano.

Fechamento - Outubro 2013

sábado, 2 de novembro de 2013

Mais um mês de recuperação para a bolsa brasileira, com muita agitação principalmente pela quebradeira das empresas X e que culminou com o pedido de recuperação judicial da OGX em 30/10. A boa notícia é que com a saída da OGX do índice Ibovespa à partir de 01 de novembro, o comportamento do índice tende  a ser mais regular já que não tem o impacto violento da volatilidade dos papéis da petroleira de Eike.

OGX e a broxa

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Pois é pessoal, agora é oficial, a OGX entrou com pedido de recuperação judicial nesta quarta-feira, segundo vários orgãos de imprensa.

O que vai acontecer agora?

Pouco se sabe, mas é fato que a Bovespa vai parar de negociar suas ações e os acionistas vão ficar com a broxa na mão, pelo menos durante um período que pode ser de poucos ou muitos meses.

Abaixo à falsa frugalidade!

domingo, 27 de outubro de 2013

Amigos, muito tem se falado na blogosfera sobre levar uma vida frugal e isso já virou quase um lema para quem quer economizar para a aposentadoria. O problema é que muitas vezes as pessoas confundem frugalidade com economia extrema (ou economia burra, avareza ou ser mesquinho) onde o cidadão tem uma péssima qualidade de vida na tentativa de economizar para o futuro (aposentadoria).

Para mim, frugalidade não tem nada a ver com ser pão-duro, mas sim com saber consumir e aproveitar seus bens na sua plenitude. Comprar bens caros muitas vezes pode ser confundido com desperdício (e muitas vezes é), mas se considerarmos a utilidade do bem e até mesmo o prazer que o dono tem em possuí-lo e utilizá-lo, a relação custo-benefício fica equilibrada.

Perspectivas segundo Armínio Fraga

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Armínio Fraga
Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central no governo Fernando Henrique, é um craque quando o assunto é economia. Ele me parece um sujeito bastante ponderado e avesso a previsões bombásticas, e foi assim que ele se comportou em uma entrevista cedida ao Portal Infomoney e publicada na manhã de hoje.

Mudanças no visual

domingo, 20 de outubro de 2013

Dar uma tapa no visual é sempre bom, pois afinal, além de cuidar do visual diariamente, temos também que mudar algumas coisas de vez em quando, seja para ser percebido em um ambiente, no trabalho ou escola, ou mesmo para a pessoa se sentir bem consigo mesma.

A difícil tarefa de acertar o timing

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Durante os últimos 13 meses eu fiz muitas operações de compra e venda na carteira de curto prazo. Eu não faço Day Trade, mas procuro acertar o timing de entrada e saída de ações com prazos de dias, semanas ou até meses. Até então eu não tinha uma metodologia muito bem definida, a não ser o meu "feeling" para "descobrir" qual era o momento certo de entrar e sair de posições (com lucro ou prejuízo). Apesar da metodologia indefinida, eu buscava seguir as recomendações do livro "Os Axiomas de Zurich".

Mudanças na Carteira e Aportes Out/13

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Pessoal, passei aqui para falar rapidinho sobre as movimentações do mês.

A mudança mais significativa foi que passei a Cia Hering (HGTX3) da carteira de curto prazo para a carteira de sócio. Esta troca foi feita no começo do mês e eu estava no momento praticamente no zero a zero com esta ação. O motivo da troca foi considerar a Hering uma empresa bastante interessante para manter no longo prazo (carteira de sócio) e portanto não pretendo mais de desfazer dela no curto/médio prazo.

Mas o TAG ALONG é importante mesmo?

domingo, 6 de outubro de 2013

Eu sempre fico me questionando se o tal do Tag Along é importante mesmo, então resolvi pesquisar um pouco mais sobre o assunto.

O Tag Along é uma medida de governança imposta pela lei que garante aos acionistas minoritários, portadores de ações ordinárias, o direito de vender suas ações por pelo menos 80% do preço pago ao majoritário em caso de troca de controle acionário.

Fechamento - Setembro 2013

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Mês forte para a bolsa brasileira, mas quando tudo parecia estar uma maravilha, afinal lá pelo dia 20/set a bolsa acumulava subida cerca de 10% em seu índice Ibovespa, eis que algo inesperado aconteceu e ela se inclinou para baixo. Como um objeto voador não identificado voando pelo céu azul (figura), o pânico se instaurou nos mercados e a coisa degringolou, principalmente no último dia do mês (30/set), quando a queda foi de -2,61%.

O Contrato do Investidor

domingo, 22 de setembro de 2013

Estou lendo o excelente livro "O Investidor Inteligente", escrito por Benjamin Graham, cuja primeira edição data de 1949, e me deparei com o Contrato do Investidor, na área "Comentários do Capítulo 8". O Capítulo 8 é o que trata do Investidor e as flutuações de mercado, demonstrando como o verdadeiro investidor (não o especulador) deve se comportar no seu relacionamento com o mercado e suas flutuações de curto prazo.

O Oráculo de São Paulo

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Pessoal, passei aqui rapidinho apenas para falar sobre o novo oráculo do mercado financeiro, também conhecido como o Oráculo de São Paulo. Ao seguir as orientações você terá a grande oportunidade de ficar rico.

Para entender melhor leia o post publicado em 22/07/13, "E aí, a bolsa já retomou o movimento de retomada?" onde eu previ que o mercado já tinha parado de cair e que estava em subida para patamares "normais" acima de 55.000 pontos. Eis que chegou a este patamar!

O vício e a abstinência

sábado, 14 de setembro de 2013

Pessoal, esta semana tomei algumas atitudes para melhorar minha qualidade de vida, tanto nos aspectos pessoais como profissionais.

Há alguns meses tenho percebido um vício silencioso que está me tomando e me deixando cada vez mais dependente.

Mais detalhes sobre Fechamento Mensal de Agosto/2013

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Como eu havia dito no post Fechamento - Agosto 2013, eu estava em viagem de férias em não tive tempo de detalhar o fechamento do mês de agosto.

Em primeiro lugar quero dizer que fiquei muito surpreso em notar que fiquei em primeiro colocado no Ranking Mensal de Rentabilidade dos Blogueiros de Finanças no Mês de Agosto de 2013, organizado e publicado pelo ótimo Blog Invest and Survive, do Victor Fox Sierra.

Fechamento - Agosto 2013

sábado, 31 de agosto de 2013

Amigos, estou em viagem e passei aqui para postar rapidamente o desempenho da carteira. Não terei tempo agora de escrever em detalhes tudo o que aconteceu com a carteira, mas prometo que até o final da semana que vem eu publico um novo post sobre isso.


Continuo 100% em ações.

Em 1 ano ...

sábado, 24 de agosto de 2013

... consegui perder 12 meses!

Bom amigos, eu não poderia deixar de fazer esta piada. Hoje (24/08/2013) faz exatamente 1 ano desde a minha primeira compra direta de ações no home broker. Foram 59 ações VALE5 e  86 ações BBSA3. Pois é, assim mesmo, no fracionário e foi minha primeira experiência com ações.

Para que serve o IBOV?

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

A mídia só fala no IBOV (subiu, caiu, despencou, crise, etc), por outro lado, pessoas influentes como Bastter vem a público dizer que o IBOV não serve pra nada, como neste vídeo no You Tube (http://youtu.be/ZuXkCD0f4Ag). O próprio Bastter diz no vídeo que dizer que não "serve pra nada" é um pouco exagerado, mas mesmo assim afirma não serve pra quase nada.

MGLU3 Sky Rocketing (+29%)

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

(atualizado em 08/08/2012 08:30: ver "Esclarecimento sobre a Metodologia")

Amigos, eu não gosto de ficar me vangloriando com as vitórias, como faz nosso amigo RW, mas não resisti em publicar um pequeno sucesso que tive hoje.

Fechamento - Julho 2013

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Há uma luz no fim do túnel?

Finalmente parece que a bolsa resolveu mostrar algum fôlego para recuperação. Obviamente estes +1,64% do Ibovespa no mês não chegam a ser um grande alívio para quem está no prejuízo de aproximadamente 20% no ano, mas já é um sinal.

E aí, a bolsa já iniciou o movimento de retomada?

segunda-feira, 22 de julho de 2013

(atualizado em 22/07/13 00:38)

Enquanto holders dizem que o índice Ibovespa não serve pra nada e traders ficam olhando o mercado (e os gráficos) para mudar a composição da carteira, a bolsa segue para cima ou para baixo (mais assim ultimamente), como sempre.

O fato é que nos últimos 6 meses a bolsa, em geral, teve comportamento horrível, pra não dizer que está derretendo. Até mesmo ações defensivas como Ambev, BR Malls e CCR estão tendo rendimentos ruins no ano. A questão agora é a seguinte: Será que a bolsa já iniciou o movimento de retomada para pelo menos voltar ao patamar 55000-62000 pontos?

Um comportamento interessante parece estar acontecendo, pois algumas das empresas (dentre as boas, esqueça o grupo X) que mais caíram desde o início do ano (Vale e Gerdau), e que tem bom peso no índice, neste mês são as que estão com rendimento positivo, enquanto o Ibovespa está praticamente no 0 x 0 no mês (-0,12%). Veja a seguir alguns exemplos:

VALE5: -32% (2013) e +3,25% (mês)
GGBR4: -24% (2013) e +8,49% (mês)

Já as mais defensivas estão assim:

AMBV4: -6,5% (2013) e -4,11% (mês)
CCRO3: -11% (2013) e -0,06% (mês)

Isso é particularmente interessante pois em meses anteriores, mais ou menos no meio do mês o Ibovespa vinha caindo ou se mantendo no 0 x 0, mas na prática eram uma composição por um lado de ações de empresas como Vale, Petrobras, Siderúrgicas e Imobiliárias caindo forte, ou seja, puxando o índice para baixo, e por outro lado ações defensivas como elétricas (algumas), concessionárias, educação e ligadas ao consumo com leve alta ou de alguma maneira "segurando" o índice. Exatamente o inverso do que vem acontecendo neste mês de Julho.

Outra constatação é que a semana passada foi a melhor semana do ano para o índice, com alta de +4,1%.

Já os grafistas devem estar dizendo que a linha de tendência de baixa de curto prazo foi rompida nesta semana, mas que ainda falta romper algumas resistências importantes bem como a linha de tendência de baixa de longo prazo. Portanto nada está definido e tudo pode acontecer (como sempre, sic).

Será que tudo isso significa alguma coisa?

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

Fechamento - Junho 2013

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Mês sangrento para a bolsa de valores brasileira. Poucas empresas resistiram ao desastre que foi este mês. E das que fecharam no positivo eu ainda arrisco a dizer que a maioria foi porque teve uma queda muito forte nos últimos dias do mês anterior (maio/13) e portanto partiu de um patamar já baixo.

Como  não poderia ser diferente, a minha carteira sofreu bastante, mas pelo menos conseguiu fechar um pouco acima do Ibovespa (fato relevante para uma carteira 100% RV - ações).

O que salvou um pouco o foi a última semana que fechou ligeiramente positiva. Olhando a rentabilidade semanal versus o Ibovespa, foi possível notar uma característica interessante, quando o Ibovespa caiu a carteira caiu menos e quando o Ibovespa subiu (última semana) a carteira subiu um pouco a mais. Veja abaixo a rentabilidade separada em cada semana.

Rentabilidade Semanal


Com a bolsa caindo do jeito que estava, eu não resisti e fiz uns aportes extras, que foram direcionados para a carteira de sócio (Buy & Hold), aproveitando as "promoções" do mês. No total os aportes foram de cerca de 16% do valor do saldo no final do mês anterior, o que não representa um crescimento da carteira neste montante uma vez que a rentabilidade foi negativa. Estes aportes foram responsáveis por alterar a relação entre a carteira de sócio e a de trade de 72/28 no mês passado para 80/20 neste mês. A composição da carteira  ficou da seguinte maneira:



1) Carteira de Sócio

Rentabilidade no mês: -5,97% (Ibovespa -11,31%)
Rentabilidade acumulada 2013: -8,39% (Ibovespa -22,14%)

Esta carteira tem uma composição mista de blue chips e ações defensivas. Neste mês os aportes foram balanceados nas seguintes ações (CCRO3, AMBV4, CIEL3, VALE5, PETR4 e ITUB4), de maneira a balancear a carteira e aproveitando as "promoções". Como eu já havia antecipado no mês passado, estou diminuindo o peso das blue chips na carteira. Estas (VALE5, PETR4, GGBR4 e ITUB4) que já representaram mais de 50% fecharam o mês com peso de 43,7% da carteira.

A únicas no positivo no mês foram CIEL3 (+1,82%) e AMBV4 (+1,92%). Além disso, destaco também que VALE5 (-5,58%) e GGBR4 (-3,37%), com grande peso no Ibovespa, tiveram rendimento muito superior ao índice.

Por outro lado, os destaques negativos foram PETR4 (-19,30%), ITUB4 (-11,20%), GETI4 (-9,33%) e CCRO3 (-9,42%). Por um lado soa estranho, uma vez que ações defensivas como as concessionárias GETI4 e CCRO4 normalmente caem menos que o índice Ibovespa, porém, por outro lado, isso reflete o ambiente de incerteza provocado pelas manifestações por todo o pais ao longo do mês e o temores do mercado de intervenção do governo nas concessionárias, para reduzir tarifas (ou impedir aumentos).

Veja abaixo como está a carteira de sócio:




1) Carteira de Trade

Rentabilidade no mês: -10,43% (Ibovespa -11,31%)
Rentabilidade acumulada 2013: -14,58% (Ibovespa -22,14%)

A rentabilidade da carteira é uma demonstração que é muito difícil acertar o "timing" do mercado, já que a carteira ficou muito próxima ao Ibovespa. No acumulado do ano, esta carteira ainda ganha do índice, graças à "boa" rentabilidade nos meses anteriores.

Não fiz nenhum aporte nesta carteira, mas fiz algumas movimentações de acordo com o mercado, por entender que algumas ações ofereciam muito risco, foram elas:

Vendas: 
VLID3
ELPL4
BRML3
BRPR3 (que adquiri ao longo do mês e vendi uns dias depois)
ABRE11

Compras:
GOAU4 (aumento de posição)
CMIG4 (aumento de posição)
BRPR3 (que foi vendida em seguida)
AUTM3 (após uma queda muito forte deste papel, consegui pegar fundo e acumula subida de mais de 8%)
HGTX3 (aumento de posição)
CSAN3 (apostei na subida mas ainda está praticamente no zero a zero)

As movimentações foram feitas tentando posicionar-se bem para a esperada recuperação do mercado. Os destaques negativos do mês foram HGTX3 (-18,68%), CMIG4 (-8,04%) e PDGR3 (-8,66%). Vou desconsiderar OGXP3 (-42,75%) pois tenho uma porção tão insignificante que sua rentabilidade em pouco impacta a carteira. Não vale a pena nem vendê-la, pois mal pagaria a corretagem. Já CSAN3 (-8,54%) e AUTM3 (-10,07%) devem ser desconsideradas pois no momento que comprei já estavam desvalorizadas e tiveram impacto positivo na carteira. 

Veja abaixo a composição da carteira de trade.



Rentabilidade Geral

A rentabilidade geral da carteira no mês de junho, de acordo com o sistema de cotas do AdP, foi de -6,90%. Apesar de muito ruim, ainda assim melhor que o Ibovespa que foi -11,31% no mês de junho/13.

No acumulado do ano, minha carteira está em -10,73%, enquanto o Ibovespa já acumula queda de -22,14%.

Veja abaixo o gráfico que representa a rentabilidade mensal e acumulada da carteira (vermelho) e Ibovespa (azul)



Conclusão

Não tem muito o que dizer. Da forma como se comportou o mercado, creio que poucas carteiras 100% em RV tiveram a sorte de não ficar no negativo. Este definitivamente não foi o meu caso. Vou tentar aproveitar o baixo patamar do Ibovespa pra continuar com as compras e esperar pela recuperação do mercado.


Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

O mercado segue derretendo

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Pessoal, o desespero é total! O mercado de ações está derretendo e o Ibovespa acaba de chegar nos 48.000. Onde vai parar? O mundo vai acabar?

Confesso que estou bastante apreensivo, pois como entrei no mercado em agosto de 2012, tenho a impressão que entrei no momento errado, no topo. Tenho aportado forte nos últimos meses, com as seguidas baixas, mas não sei aonde mais vai parar.

Espero não precisar deste dinheiro para não ter que vender nada, mas por outro lado estou um pouco em dúvida até quando devo continuar aportando neste mercado maluco. Quando penso que chegou no fundo, vem mais um fundo no dia seguinte, ou até mesmo algumas horas depois como aconteceu hoje.



Fechamento - Maio 2013

sábado, 1 de junho de 2013

O mês até que começou bem e lá para o dia 20 eu estava com mais de 3% de rentabilidade, mas aí as 2 últimas semanas judiaram, especialmente os 2 últimos pregões (29 e 31/05). O tempo fechou e minha carteira começou a derreter, mas nada que abale minha confiança no mercado de ações.

Este mês eu encerrei minha posição no fundo de ações, conforme explicado no post Ajustes Maio 2013. Com isso a carteira ficou dividida somente em 2 partes (1-carteira de sócio/longo prazo e 2-carteira de trade/médio-curto prazo), conforme abaixo:


1) Carteira de Sócio

Rentabilidade no mês: -2,21% (Ibovespa -4,30%)
Rentabilidade acumulada 2013: -3,06% (Ibovespa -12,22%)

Esta carteira tem uma composição mista de blue chips e ações defensivas. Neste mês uma boa parte do aporte foi nas ações ligadas a commodities (VALE5, PETR4 e GGBR4), uma vez que estas ações estão bem descontadas. Por um momento eu achei que a estratégia (que é de longo prazo) já daria certo agora, pois estas ações começaram a se recuperar, mas no final do mês a situação se inverteu e estas ações foram as que mais sofreram.

Tento manter uma proporção de 50% da carteira nas blue chips VALE5, PETR4, ITUB4 e GGBR4, com o restante em ações que misturam crescimento, defensivas e com dividendos CIEL3, NATU3, GETI4, AMBV4 e CCRO3. Estou analisando esta estratégia e possivelmente eu reduza a proporção das blue chips para 40%, concentrando meus próximos aportes no outro grupo, mas ainda não tomei a decisão.

Os destaques positivos no mês foram GETI4 (+15,96%) e ITUB4 (+5,95%). Já as ações que mais cairam no mês foram GGBR4 (-16,51%) e VALE5 (-12,22%)  

Veja abaixo como está a carteira de sócio:




1) Carteira de Trade

Rentabilidade no mês: -5,38% (Ibovespa -4,30%)
Rentabilidade acumulada 2013: -4,76% (Ibovespa -12,22%)

Neste mês eu montei esta carteira esperando uma recuperação do Ibovespa e certamente isso foi o fator que levou a carteira a um desempenho tão horrível. Enquanto o Ibovespa está subindo, eu estava tendo um desempenho ótimo, mas quando caiu a carteira foi junto, ou melhor, despencou.

GOAU4 foi um exemplo disso pois chegou a ficar positiva no mês e repentinamente fechou o mês em -16,29%. HGTX3 e BRML3 também tiveram quedas significativas (-5,89% e -7,37%, respectivamente). Estas últimas, por tratarem-se das ações com maior peso nesta carteira, acabaram sendo as responsáveis pelo resultado. 

Outro movimento interessante foi a realização de lucros em UGPA3. Esta é uma empresa excelente, mas avaliei que já não tinha mais tanto espaço para subir. Em contrapartida substituí por uma composição de CMIG4 + ELPL4, pois estou acreditando que as elétricas vão começar a se recuperar em algum momento. Durante boa parte do mês esta mudança foi ótima, pois as duas estavam com valorização média de +9%, mas as duas também não resistiram ao final do mês e fecharam com rentabilidade de +2,17% para CMIG4 e -2,57% para ELPL4.

Veja abaixo a composição da carteira de trade.



Rentabilidade Geral

A rentabilidade geral da carteira foi de terríveis -2,97%. Apesar de muito ruim, ainda assim melhor que o Ibovespa que foi -4,30% no mês de maio.

No acumulado do ano, minha carteira está em -4,73%, enquanto o Ibovespa já acumula queda de -12,22%.

Veja abaixo o gráfico que representa a rentabilidade mensal e acumulada da carteira (vermelho) e Ibovespa (azul)



Conclusão

Como minha carteira está posicionada aguardando uma recuperação do Ibovespa (que parece que nunca vem), ela está sujeita a sofrer nas situações em que o índice vai mal. Estou reavaliando minha posição, principalmente após os resultados pífios do PIB brasileiro e outros indicadores macro-economicos pelo mundo.

Fiquei feliz em ver que vários colegas blogueiros sobreviveram ao mês de maio. Infelizmente não tive a mesma sorte, mas espero que junho possa me dar mais alegrias!

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

Ajustes Maio 2013

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Calma pessoal, este ainda não é o post relativo ao fechamento do mês, afinal ainda estamos em 23/05. Apesar de ter verificado que alguns blogueiros tem o fechamento mensal antes do último dia do mês, este não é o meu caso.

Estou aqui apenas para comunicar algumas modificações feitas na carteira, pois senão o post de fechamento vai ficar muito longo.

A mudança mais significativa foi que resolvi (finalmente) encerrar a minha posição no Fundo de Investimentos Ibovespa Ativo, e com os recursos disponibilizados efetuei a compra de ações para a carteira de sócio. Os principais motivos para encerrar a posição foram:

- Alta taxa de adminstração: 2% a.a.
- IR na fonte obrigatório (não tem choro e nem a regra dos R$ 20k)
- Rentabilidade próxima a 0% no mês
- Estava com prejuízo considerando a entrada (neste caso o momento foi oportuno, pois por estar em prejuízo, não tive que pagar IR na fonte. Os mesmos recursos foram usados para comprar outras ações, o que não afeta minha rentabilidade geral).
- Rentabilidade atrelada ao índice, com isso carrega um monte de porcarias, além de empresas boas
- Sistematicamente a minha carteira tem dado resultado superior ao fundo

Portanto, com essa mudança, passo a ter que controlar apenas 2 carteiras: Carteira de Sócio, com aproximadamente 72% do capital e a Carteira de Trade, com os 28% restantes.

Com os recursos liberados do fundo somados ao meu aporte mensal e valores recebidos de proventos, tive a oportunidade de aumentar a minha posição nas seguintes ações:

- CCRO3
- PETR4
- GGBR4
- AMBV4
- VALE5

Estas ações já faziam parte da minha carteira e foram escolhidas para manter o equilíbrio, além disso, são ações que estão com performance um pouco fraca recentemente e entendo que possam ser uma oportunidade no médio/longo prazo.

Além destas compras, fiz algumas movimentações na carteira de trade, tentando sempre pegar algum movimento de prazo mais curto, com isso, efetuei a venda de UGPA e comprei CMIG4 e ELPL4. Acho que o movimento foi positivo, pois realizei lucros em UGPA com +17,16% de lucro e CMIG4+ELPL4 estão com rentabilidade média desde a compra de +8,5%

Acho que é isso pessoal, novidades agora só no fechamento do mês. Apesar da queda de hoje do Ibovespa, a minha carteira está "sobrevivendo" ...

Por favor deixe seu comentário.

Abraços!

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

Fechamento - Abril 2013

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Mais um fechamento mensal, e desta vez as nuvens escuras deram uma trégua. O mês de Abril foi um pouco melhor que os 3 anteriores, pois apesar de o Ibovespa ter amargado o quarto mês seguido no negativo, finalmente minha carteira se descolou um pouco do índice e apresentou resultado positivo.

Durante o mês chegou um momento em que eu fiquei muito preocupado, pois o Ibovespa estava despencando e minha carteira estava indo junto. Com a recuperação nas últimas 2 semanas, finalmente voltei a sorrir (isso que dá ficar acompanhando o andamento diariamente! Eu sei que não é recomendado, mas fazer o que?).

Bom vamos aos fatos.

Abaixo a composição da minha carteira, lembrando que 100% da alocação é RV no mercado de ações:



1) Carteira de sócio (longo prazo)

Fiz aporte em 3 ativos:
- NATU3 (R$ 47,66)
- AMBV4 (R$ 78,20)
- VALE5 (R$ 31,22)

Os ativos já faziam parte da carteira e aumentei a posição por considerar que estavam com preços atrativos.  Neste mês os ativos desta carteira tiveram rentabilidade média interessante e ligeiramente diferente dos meses anteriores. Destaque ficou por conta de PETR4 (+9,48%), GETI4 (+5,15%) e CIEL3 (+7%). Com respeito a Cielo, como houve bonificação, pode ser que a conta da rentabilidade não esteja exata, mas é fato que teve bom rendimento

A rentabilidade no mês: +1,83% (Ibovespa -0,78%)
Acumulado 2013: -1,02% (Ibovespa -8,27%)

Veja abaixo como ficou a carteira de sócio:


2) Carteira de Trade (ou como alguns gostam de chamar "swing")

Neste mês eu resolvi mudar um pouco a composição da carteira, diminuindo a diversificação de 9 para 8 ações. Considerando que as posições em OGXP3 e PDGR3 são muito pequenas, considero que a carteira tem realmente 6 ações (ao invés de 7 no mês anterior).

Vendi as posições em:
- BRSR6 (com lucro de +6,05%)
- TIMP3 (prejuízo de -0,91%)
- KLBN4 (prejuízo de -2,88%)

O motivo principal das vendas foi porque achei que estas ações não deveriam andar muito no curto prazo.

Por outro lado, adquiri os seguintes ativos:
- GOUA4 (R$ 18,80), para tentar pegar embalo em um possível rali do Ibovespa
- BRML3 (R$ 22,72), para aproveitar a queda de um papel que eu tenho confiança e aumentar a posição
- VLID3 (R$ 34,82), fazia tempo que estava de olho nela e aproveitei a recente queda

Os destaques do mês foram HGTX3 (+13,30%), GOAU4 (+5,48%) e UGPA3 (+4,32%).

A rentabilidade no mês: +1,36% (Ibovespa -0,78%)
Acumulado 2013: +0,65% (Ibovespa -8,27%)

Veja abaixo a composição da carteira de trade:


3) Fundo Ibovespa Ativo

Ainda não desfiz minha posição neste fundo, mas devo finalizar em breve.

A rentabilidade no mês: -0,07% (Ibovespa -0,78%)
Acumulado 2013: -7,90% (Ibovespa -8,27%)


Rentabilidade Geral da Carteira

A rentabilidade no mês: +1,56% (Ibovespa -0,78%)
Acumulado 2013: -1,89% (Ibovespa -8,27%)

* A rentabilidade de todas as carteiras é feita utilizando a planilha do sistema de cotas gentilmente cedida pelo blog Além da Poupança

Conclusão

O rendimento no mês foi realmente muito bom e acredito que a carteira está ficando cada vez mais madura para suportar movimentos bruscos. Apesar de ainda estar no campo negativo no rendimento do ano de 2013, quando comparado com Ibovespa tenho percebido que minha carteira está bem saudável. Espero que no caso de subida do índice ela também acompanhe.

É isso aí pessoal. Agradeço se puderem comentar, opinar, criticar, xingar ... 

Abraços!

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

Euforia e desilusão em 24hs

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Achei curiosas estas 2 "fotos" da minha carteira em um prazo de aproximadamente 24 horas.

Esta foto foi ontem (10/04/2013), por volta de meio dia. Repare que estava tudo subindo. Finalmente chegou a minha hora de pegar a onda de subida do mercado ... que beleza!



Porém, hoje (11/04/2013) à tarde, por volta de 14:00hs, já estava tudo caíndo   :,(



Assim é o mercado. Vai da euforia à desilusão num piscar de olhos.




Aporte e Movimentação - 02/abr/2013

quarta-feira, 3 de abril de 2013


Carteira de Sócio

Aproveitando a queda nos 2 primeiros dias do mês, fiz o aporte do mês na carteira de sócio. A ação escolhida foi a NATU3 (compra em R$47,66), uma vez que acredito no potencial da empresa e houve uma queda recente de mais de 10% nos últimos meses, portanto decidi aumentar em 50% minha posição nesta ação.

As demais ações permaneceram inalteradas.

Carteira de Trade (CAR - Capital Alocado a Risco)

Dada chegada ontem do Ibovespa em um suporte forte em torno de 55.000 pts, fiz uma movimentação na carteira para tentar aproveitar uma eventual retomada. Desta maneira diminuí a posição em BRSR6 (com lucro de +6% durante a queda recente do Ibovespa), por ser considerada mais neutra e passei para uma ação com retorno em caso de retomada do índice (GOAU4 - Metalúrgica Gerdau). Vamos ver no que vai dar.

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

Fechamento - Março 2013

sexta-feira, 29 de março de 2013

Chegou a hora de mais um fechamento mensal e por mais um mês a Bovespa foi uma porcaria. Para um investidor inexperiente em compra direta de ações, como eu (com apenas 8 meses de operações), tenho que admitir que 3 meses seguidos de queda assustam um pouco, mas estou confiante que a situação vai melhorar logo (não deixo de rezar! sempre!)

Bom, vamos a avaliação da carteira durante o mês. Lembrando que tenho uma carteira dividida em 3 partes:

1) Carteira de Ações de Longo Prazo
2) Carteira de Ações de Curto/Médio Prazo
3) Carteira em Fundo de Ações atrelado ao Ibovespa

Vamos aos resultados e comentários de cada uma:

1) Carteira de Ações de Longo Prazo (Carteira de Sócio)

Esta é a carteira em que busco aplicar a metodologia Buy & Hold, comprando ações de empresas boas e lucrativas, para que apresentem um rendimento consistente no longo prazo. Seguinto a metodologia do Bastter, vou chama-la de "Carteira Sócio". Esta carteira sofreu algumas alterações este mês. 

Apesar de saber que não devo mover o patrimônio (vender ações) a menos que uma empresa deixe de ser boa, neste mês resolvi abrir uma exceção e me desfiz da minha posição em BBAS3. Não que eu não ache que o Banco do Brasil é uma boa empresa, mas considerando a composição da carteira, resolvi diminuir a minha exposição ao mercado financeiro, além de não gostar NADA das interferências do governo no BB. Desta forma vendi minhas ações com lucro de +17,84% e mantive apenas ITUB4 no setor bancário.

Fiz também algumas compras:

CCRO3: Aumento de posição após queda no mês
GETI4: Retorno ao setor elétrico em busca de uma opção com bons dividendos
VALE5 e GGBR4: Aproveitei a queda para aumentar posição
AMBV4: Aproveitei a queda para finalmente virar sócio da empresa mais bem sucedida no país nos últimos tempos

Veja a composição da carteira ao final do mês:


Minha idéia é manter uma proporção de 50/50 entre ações mais atreladas ao Ibovespa (Commodities, Setor Financeiro) e as ações mais ligadas ao setor de consumo interno, concessionarias, etc

Rendimento no mês (Mar/2013): -0,06% (Ibovespa -1,87%)
Acumulado do ano: -3,15% (Ibovespa -7,55%)

2) Carteira de Ações de Curto/Médio Prazo

Seguindo ainda a metodologia do Bastter, esta é a carteira de Capital Alocado a Risco (CAR), em que a qualidade da empresa não é necessariamente pré-requisito para compra, mas potencial de valorização no curto/médio prazo. Resumindo esta é carteira especulativa, trade, ou qualquer nome que queira se chamar ...

Nos últimos 2 meses esta carteira vinha tendo resultados positivos, apesar do Ibovespa negativo, mas uma hora ela teria que perder pro Ibovespa, como aconteceu neste mês.

Fiz poucas movimentações:

Venda: PDGR3: -12,50% (cansei da PDG e resolvi não esperar a reestruturação. Pra falar a verdade eu até deixei uma pequena porção, quem sabe se ela não sobe forte?)

Compra: 
ABRE11: Setor promissor que subiu muito no passado recente, vamos ver o que acontece
OGXP3: Depois da forte queda, comprei MUITO POUCO desta, apenas para ter e esquecer, se falir ou cair, não perco muito dinheiro, mas vai que daqui a uns 20 anos este negócio fica bom. É como dizem, os 2 tipos de empresas mais lucrativas no munto são: 1.o as empresas de petróleo bem administradas e em 2.o as empresa de petróleo mal administradas. (rsrsrs)

Assim ficou a carteira:


Rendimento no mês (Mar/2013): -2,64% (Ibovespa -1,87%)
Acumulado do ano: -0,69% (Ibovespa -7,55%)

3) Fundo de Ações Ibovespa Ativo

Neste mês eu retirei parte do investimento neste fundo de ações e transferi para a carteira de sócio, o que explica as diversas compras (aportes) nesta carteira.

Rendimento no mês (Mar/2013): -3,71% (Ibovespa -1,87%)
Acumulado do ano: -7,79% (Ibovespa -7,55%)

Consolidado Total da Carteira (1, 2 e 3)

Como estou participando do Ranking de Rentabilidade do VFS do Blog Invest and Survive, este é o resultado consolidado que deverá aparecer no ranking. Lembrando que meus investimentos são 100% em ações e que todos os cálculos são feitos usando a planilha disponibilizada pelo Blog Além da Poupança

Rendimento no mês (Mar/2013): -1,42% (Ibovespa -1,87%)
Acumulado do ano: -3,39% (Ibovespa -7,55%)

Conclusão

Apesar de ter ganho do Ibovespa no rendimento do mês, e também estar ganhando no acumulado do ano, o resultado foi um pouco decepcionante para mim, mas espero que com uma recuperação do Ibovespa, as minhas ações também voltem a andar.

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

Livro: Os Principios de Investimento de Warren Buffet

terça-feira, 19 de março de 2013

Desde que criei o blog, venho pensando em escrever posts que falem sobre outros assunto além da composição da minha carteira, rentabilidade, etc. A partir de agora devo publicar alguns posts (sempre que tiver tempo para escrever), sobre os livros que tenho lido sobre investimentos.

A ordem dos livros não será nem cronológica de leitura em nem de preferência, mas simplesmente falarei sobre aquele que estir disposto a comentar no momento que estiver escrevendo o post. O fato é que existem diversas metodologias de investimento, e eu tenho buscado ler sobre todas elas para tentar aprimorar meu método próprio. Nos últimos 12 meses eu lí uns 8 livros sobre investimentos, principalmente sobre investimentos ações.

O primeiro livro que vou comentar é:

Os Princípios de Investimento de Warren Buffett
24 estratégias simples do maior investidor do mundo
(Você S/A - Coleção Desenvolvimento Profissional)
Editora: Sextante
Autor: James Pardoe
Páginas: 111
Preço médio: R$ 14,90


O autor, James Pardoe, se apresenta como um dos principais estudiosos e seguidores de Warren Buffett.

Como o próprio nome diz, o livro se baseia em 24 estratégias (princípios) que caracterizam os investimentos de Warren Buffet. Como a maioria dos livros sobre Buffett, o autor dá a entender que a fórmula para o sucesso no investimento em ações é relativamente simples, em que basicamente você deve escolher boas empresas (lucrativas), com vantagens competitivas duráveis e com "bom" balanço/resultado ao longo do tempo (últimos anos). Espere por uma baixa no mercado, compre muitas ações com bom preço e aguarde.

O fato é que na prática a teoria é outra, pois escolher a empresa e o momento certo para comprar é que é a chave do sucesso de Buffett.

Na minha opinião o livro dá dicas muito valiosas sobre análise de fundamentos, estratégia e como controlar fatores psicológicos. Achei o livro muito útil, principalmente porque vai direto ao ponto em vários assuntos, além de ser curto (111 páginas), o que possibilitou a leitura rápida (já li por 2 vezes).

Abaixo alguns dos princípios que achei muito úteis e que busco adotar em minha metodologia de investimentos:
- Opte pela simplicidade em lugar da complexidade
- Desenvolva o temperamento adequado + Seja Paciente
- Concentre seus investimentos
- Encare as quedas como oportunidades de compra
- Não rebata todos os arremessos
- Aprenda com os erros dos outros

Enfim, gostei muito do livro e recomendo. Excelente custo/benefício!

 

Seguir por e-mail

Posts Populares

Blogs Favoritos

Estatísticas