Fechamento - Janeiro 2015

sábado, 31 de janeiro de 2015

Nem acredito que já se passou o mês de Janeiro. Fiquei de fazer uma postagem de retrospectiva de 2014 e planejamento de 2015 mas quando vi o mês já tinha acabado.

Este mês estive bem ocupado profissionalmente o que me fez ficar um pouco afastado do blog. Consegui fazer alguns comentários aqui e ali, mas infelizmente não consegui escrever um post sequer no mês.

Com relação aos investimentos, o ano começou no embalo do final de 2014, o seja, o mercado derretendo, principalmente influenciado pela baixa nas commodities e os escândalos da Petrobrás. Além disso, a crise hídrica e os riscos de falta de abastecimento de água e energia, indicam que o ano de 2015 será de muito sofrimento para o brasileiro e consequentemente para o mercado.

Vamos aos resultados:

Alocação: 100% em ações* 
Rentabilidade em Janeiro/15: -3,86% (Ibovespa -6,20%)
Acumulado Histórico Jan/12 - Jan/15: -10,35% (Ibovespa -17,79%)

*Tenho também alocação em renda fixa, mas a carteira com a rentabilidade gerenciada e compartilhada aqui no blog é apenas a carteira de ações, uma vez que o propósito principal do blog é o estudo de investimento no mercado de ações.

O aporte do mês foi na média estabelecida, o que representou representou 1,7% do saldo do mês anterior. As compras do mês foram feitas seguindo a metodologia de alocação de ativos: CMIG3, HGTX3.

Fiz uma operação um pouco fora do padrão este mês. Após a publicação do balanço "virtual" do 3T14 da Petrobrás e dos desdobramentos das investigações de fraude da Operação Lava-jato, decidi diminuir a minha exposição na Petrobrás e nos próximos meses eu devo realmente sair da empresa. Vendi portanto 25% dos meus papéis PETR4 e comprei imediatamente VALE5. Com isso diminui a exposição da Petrobrás na carteira de 2,7% para perto de 2% e ainda mantive este pedaço do capital alocado em empresas cíclicas, não alterando em nada o perfil da carteira. A operação foi feita no dia 29/01 à tarde.

Veja como ficou a composição da carteira:



Em um mês bem ruim para a bolsa brasileira, muitos papéis tiveram queda muito forte, porém alguns conseguiram se destacar positivamente; CRUZ3 (+16,41%), ABEV3 (+9,34%) e novamente WEGE3 (+4,58%). Na ponta negativa estiveram, pra variar, PETR4 (-18,36%), VALE5 (-13,94%) e GETI3 (-11,14%), esta última provavelmente em decorrência da crise energética.

Conclusão

A bolsa continuou sofrendo os efeitos da crise das commodities, da água e os riscos de desabastecimento e de falta de energia e dos escândalos do Petrolão. Minha carteira ficou 2,34 p.p. acima do Ibovespa no mês, o que espero que seja um sinal de reversão para que volte a ganhar do índice com consistência, como aconteceu em 2013.

Sigo a mesma estratégia do último ano, aportando mensalmente nas empresas da carteira, sempre nos papéis que ficaram pra trás em rentabilidade. A única exceção no momento é a Petrobrás que se encontra em quarentena apontando para uma provável saída do papel nos próximos meses. A revisão geral da carteira acontecerá no mês de março, após a publicação de todos os balanços de 4T14.

Abraços e boa sorte a todos em 2015!

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

34 comentários

  1. Olá IE
    Estou com uma dúvida com relação aos teus comentários. acima vc escreveu que vai ser um ano de sofrimento para o mercado. Porém em outro blog vc comentou que tem certeza que nos próximos meses haverá uma subida da bolsa. Não consegui ver uma conexão entre elas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dividendos, fiquei em dúvida se é uma dúvida realmente legítima, mas vamos lá.

      Eu estou bem pessimista e acho que o mercado vai sofrer. Que significa sofrer? Nem eu sei ao certo, pode ser queda, lado ou alta volatilidade.

      O comentário positivista em outros blogs certamente foi para dar uma força ao colega que não teve desempenho bom. Afinal ninguém liga para um amigo que ficou doente para desejar que ele piore.

      Nem me lembro se escrevi exatamente com estas palavras (a bolsa vai subir), mas o intuito certamente foi desejar que o colega tenha melhor desempenho e pelo menos bata o mercado.
      Abraços

      Excluir
    2. Agora entendi.
      Era pra dar "força "
      Embora um investidor que entra em RV sabe que terá momentos bons e ruins.

      Excluir
    3. Pois é, embora todos nós saibamos disso, após um resultado ruim, são poucos os que se não se abalam psicologicamente, pelo menos um pouco.
      Sempre bate uma dúvida se o caminho é o correto, então uma palavra de apoio é sempre bem-vinda, acredito eu.

      Excluir
  2. EI,

    Acho que você deveria livrar-se da PTbras o mais rápido possível. Sobre a rentabilidade, é aquilo, enquanto o PT estiver no poder, não tenho muitas esperanças...

    O fato é que temos que seguir a nossa estratégia e continuarmos acumulando ações de empresas boas.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IL, já estou me livrando dela. Hoje representa só 2% e nem oferece mais perigo para a carteira.
      A ideia é sair aos poucos, assim como a entrada foi aos poucos. Sem falar no limite de isenção do IR ;)

      Excluir
    2. Concordo com o IL se ficou ruim eu parto com tudo.

      Só sairia devagar quando chego a conclusão que a empresa ainda não piorou de vez.

      Fiz um post esses dias mostrando como analisar o endividamento de uma empresa e coloquei a Petr de case analisando o seu Índice de Cobertura de Juros e o negócio está crítico para o lado dela.

      Excluir
    3. EI, fiquei com uma dúvida,

      se você está tendo prejuízo em Petrobras, qual é o problema com o imposto de renda (preço médio é 17,17) ?

      Excluir
    4. VDD,
      O problema é que a decisão de sair, especialmente numa empresa como a Petrobrás, nem sempre é fácil.

      Me parece que sair de uma vez pode ser adequado, mas decidi sair aos poucos pois queria tomar uma decisão de realocação adequada em não estava com tempo

      Devo concluir a saída agora em fevereiro, de qualquer forma o impacto agora é pequeno, considerando que a empresa representa 2% da carteira.

      Abraços

      Excluir
    5. dimarcinho,

      Você tem toda razão, escrevi uma besteira acima. Um dos fatores para sair aos poucos de uma empresa é o IR, mas considerando que se está no lucro. Neste caso da Petrobras, como estou com prejuízo, isso não faz diferença.

      Mas não foi por isso que não sai de uma vez, o motivo principal descrevi acima ao VDD, pois preciso decidir aonde realocar e estou sem tempo para analisar melhor a composição.

      Além disso muitos balanços vão sair agora em fevereiro e quero dar uma olhada como foram os resultados.

      Excluir
    6. Então, EI,

      não sei se você utilizar algum método para, por exemplo, ter os ativos +/- dentro de uma faixa.

      Se for o caso, você poderia vender e alocar nos ativos com menor percentual.

      Mas se não for o caso, você poderia simplesmente redistribuir. Claro que não será possível, mas, novamente, poderia distribuir entre as maiores alocações, visto que não alteraria tanto a composição.

      Excluir
    7. Dimarcinho,
      É isso que pretendo fazer, redistribuir nas que estão com percentual abaixo do objetivo. Mas não tenho pressa e vou fazer com calma em fevereiro ou março. De acordo com os balanços pode ser que eu altere o objetivo de um ou outro papel e uso este dinheiro na realocação.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Valeu DH, temos que ter força mesmo pois o mar não está pra peixe.
      Abraços

      Excluir
  4. A queda esse mês ate que não foi muito grande...teve coisa pior por ai, eu que o diga.
    Sobre a Petrobras, depois de tudo o que aconteceu quem paga o pato será o pequeno acionista que não ganhará dividendos. Sem falar das muitas pessoas atingidas nas localidades onde ela vai cancelar investimentos de construção de refinarias...ô povo que sofre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. IB, realmente poderia ser pior.
      Com relação à Petrobras, infelizmente é uma empresa que está totalmente destruída por governantes irresponsáveis e urubus corruptos.
      Abraços

      Excluir
    2. EI, tem 3.000 trabalhadores da COMPERJ (aquela mesmo, superfaturada no RJ em mais de 12 bilhões de reais…) estão sem receber salários desde Novembro de 2014 e não tem previsão de pagamento. Petrobrás quebrou. Só com gestão NÃO FRAUDULENTA E CORRUPTA a empresa volta pros trihos em alguns anos ainda.

      Excluir
    3. HM, valeu camarada. A saída da Petrobras é questao de tempo. Valeu.
      Abraços

      Excluir
  5. Comparado como Ibovespa, até que não foi tão ruim. Tropeços fazem parte do caminho, rs.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AdP, eu vinha perdendo consistentemente para o Ibovespa nos últimos meses, finalmente me salvei, rs
      Abraços

      Excluir
  6. Vc saiu bem melhor que o ibovespa. Acho isso um bom sinal!

    Abs!

    ResponderExcluir
  7. Uma ação que gosto é TAEE11, dê uma estudada nela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu HM, vou dar uma olhada na TAEE11. Nunca analisei com calma.
      Abraços

      Excluir
  8. Sua carteira performou bem em relação ao Ibovespa, puxada por Ambev e Souza Cruz, infelizmente, talvez por preconceito não investi nas mesmas e isso está prejudicando minha carteira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beto,
      Estas empresas ajudaram, mas no fundo é tudo uma questão de diversificação.
      Deixe o preconceito de lado, rs

      Abraços

      Excluir
  9. Gostei do aporte na Vale é uma empresa que gosto muito e espero que ela realmente me de lucro no médio, longo prazo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Surfista,
      Eu gosto muito da Vale também. O aporte nela com a venda da Petro foi para manter o capital em empresas cíclicas, mas em uma empresa "melhor" (considerando tudo que está acontecendo na Petrobras).
      O restante da Petrobrás eu não quero mandar para a Vale e possivelmente aloque em empresas com outras características.
      Abraços

      Excluir
  10. Mercado em tendência de baixa tem disso. O importante é seguir com o planejamento e aproveitar as quedas para comprar mais do mesmo.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LDL,
      O problema da renda variável é que "varia", rs
      Seguimos aportando mensalmente.
      Abraços

      Excluir
  11. Amigos, atendendo a pedidos, rs

    Comunico que vendi minhas ações restantes da Petrobras hoje. Eu não tenho estomago pra ficar num papel com tanta volatilidade. É um tal de a Graça vai ser demitida, o papel sobe 14%, aí não vai ser mais, cai x%. Eu não aguento não.

    Infelizmente ter ações da Petrobras hoje é pura especulação!

    Como eu havia dito antes, ela estava representando só 2% da carteira, então mesmo que subisse 100% isso iria representar 2% a mais na carteira. Alguém acha que esta porcaria vai subir 100%?

    Se subir não tô nem aí.

    Finalmente me livrei dela. Vou colocar meu dinheiro em um papel mais seguro.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Feliz é aquele que vendeu as ações da Petrobras e não é sócio desta empresa escrota. Parabéns EI pela atitude!

      Chupa dimarcinho!

      Excluir
    2. EI,

      Parabéns! Agora coloca uma pedra nesse assunto e bola para frente.

      Abraços.

      Excluir
    3. IL, valeu. Realmente uma das coisas mais difíceis para o Holder é conseguir se desfazer (se desprender) de uma empresa. Finalmente consegui e me sinto bem por isso. Já fiz isso com outras empresas (ABRE, CSAN) que também não estavam bem e em todos os casos acredito que fiz a coisa certa.

      Agora é bola pra frente e esquecer que existe Petrobras.

      Anonimo, obrigado pelo apoio. Com respeito ao dimarcinho, temos que ter compaixão, afinal além de sócio ele é funcionário. Espero que a empresa melhore, por ele!

      Abraços

      Excluir

 

Seguir por e-mail

Posts Populares

Blogs Favoritos

Estatísticas