Proventos 1T16

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Eu gostaria de divulgar mensalmente um balanço dos proventos recebidos, mas está faltando tempo, dado que gosto de fazer postagens com algum tipo de reflexão e não apenas informação, portanto vou tentar divulgar pelo menos uma vez por trimestre, referente ao trimestre anterior.

Como já dito anteriormente, eu estipulei uma renda passiva desejada para aposentadoria que servirá de base para avaliação do avanço dos proventos ao longo do tempo. Não é meu objetivo obter toda a renda passiva através de proventos de ações, pois a renda pode vir de outras classes de ativos como RF, FIIs e imóveis, etc, mas é um bom parâmetro para acompanhar o crescimento.


Veja no gráfico abaixo o valor dos proventos recebidos e a proporção da renda passiva alcançada (média de 12 meses)
clique na imagem para ampliar


Média mensal 12 meses terminados em 1T16 x Renda Passiva desejada: 9,10%

Proventos Totais 12 meses terminados em 1T16 x 1T15: 
-17,1%

Duas informações importantes podem ser observadas. A primeira é que há uma queda nominal dos proventos, fruto de menor lucratividade das empresas em função da crise. O aumento do número de ações de um ano para outro, devido aos aportes periódicos, não foi suficiente para compensar a queda nominal dos proventos.


O outro ponto relevante é o impacto da inflação sobre os objetivos de renda passiva. Como a renda passiva desejada foi reajustada pela inflação de 2015, acima de 10%, o percentual da renda passiva obtido através dos proventos foi impactado negativamente, impulsionado ainda pela queda nominal dos proventos. (item anterior).

Resultado ruim, mas dentro do esperado considerando o cenário econômico que vivemos. Acredito que no longo prazo, os aportes periódicos terão um efeito impulsionador que deverá reverter esta situação. Este acompanhamento, no longo prazo, irá nos mostrar estes efeitos.

Abraços.

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.



17 comentários

  1. Respostas
    1. Vc acha Uó? Não estou tão desanimado assim. É reflexo da baixa lucratividade, mas normal ...
      Abraços

      Excluir
    2. Viver de dividendos de ações só pra quem tem pelo menos 6 milhões em ações.

      Excluir
    3. (Valores de hoje) para daqui 20 anos pode colocar uns 9 milhões.

      Excluir
    4. Uó, entendo, mas como eu disse, não pretendo ter uma renda passiva totalmente proveniente de proventos de ações. De qualquer maneira, para efeito de avaliação, é uma boa referência.

      Meu objetivo é na aposentadoria ter uma carteira com 30 a 40% em ações, portanto os proventos deveriam atender esta proporção.

      Abraços

      Excluir
    5. Abril de 20'14 teve um nao recorrente, o que foi?
      Como esta o yield dos 12 ultimos meses?

      Excluir
    6. Uó,
      Abril de 2014 teve PETR e VALE ...

      O yield eu não costumo calcular, pois é um parâmetro complicado, considerando que poderiamos analisar pelo preço médio de compra ou pelo valor da carteira (que varia muito). Mas o yield dos últimos 12 meses, considerando o valor médio da carteira no período foi de 4,4%.

      Abraços

      Excluir
    7. Yield real da carteira tem que ser sempre pelo preço de compra.

      Bom fds!

      Excluir
    8. Pois é Uó, por isso não faço questão de calcular yield de carteira de ações.

      Excluir
  2. Ola EI,

    Crises sao passageiras, acredito que e o momento de acumular mesmo, para que na alta os proventos disparem.

    Abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VDC,
      tenho exatamente o mesmo pensamento que você. Não importam os preços (cotação), o objetivo é crescer os proventos.
      Abraços

      Excluir
  3. EI,

    Tenho como objetivo acumular um milhão e duzentos mil reais em ações, com intuito de receber anualmente R$ 60.000 de proventos e R$ 5.000,00 por mês, o que daria 5% da carteira em dividendos. Penso em investir durante 22 anos, para poder usufruir na aposentadoria. Você acha esses valores que mencionei factíveis?

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre, acho factíveis desde que você corrija os valores anualmente pela inflação. 60.000 em 22 anos, considerando a inflação que temos no Brasil, vai valer uns 10% do que vale hoje, portanto tem que ir corrigindo as metas dos valores de patrimônio acumulado e retiradas pela inflação.

      Independentemente do yield da carteira, 5% de retirada pode ser um pouco alto e pode não ser suficiente para uma aposentadoria tranquila, pois se o dinheiro não render o suficiente, pode faltar lá no final.

      Muitos falam no número mágico de 4% de retirada segura. Não sei dizer se é realmente seguro e acho que uma dose de conservadorismo é bom, mas eu trabalho com esta hipótese de 4% de retirada, mas gostaria de acumular mais para retirar menos, por questão de segurança.

      Abraços

      Excluir
  4. Ei,

    Minha ideia é ter 1.200.000,00 em ações, atualizados lá na frente, mencionei esse valor para ter uma noção hoje.

    Em valores atuais, para ter uma renda de R$ 60.000,00 anuais, teria que ter 1.500,000,00 para tirar 4%... putz... tenho q estudar e ralar mais.

    Rapadura é doce mais não mole, né... rs

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre, a conta é essa aí.
      Obviamente em 22 anos, dependendo da evolução e dos juros na época, 4% pode ser muito ou pouco, mas é bom ter um target e focar no seu alcance.

      É duro, mas sei que o esforço será recompensado.

      Abracos

      Excluir
  5. Ei,

    É que talvez se a sua ideia é viver de proventos, teria uqe mudar o produto. Na fase de acumulação concordo que o produto corretor pra fazer isso são ações ... mas, com um bom montante e pensando em viver de proventos, o negócio era fii .. .até porque é isento do IR ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodolfo, nao gosto de FIIs. Já tenho 4 imóveis, incluindo apartamento em que moro. Não quero exposição maior em mercado imobiliário.
      Abraços

      Excluir

 

Seguir por e-mail

Posts Populares

Blogs Favoritos

Estatísticas