Fechamento - Fevereiro 2013

sexta-feira, 1 de março de 2013

Atualizado em 01/03/2013, devido a um pequeno erro de cálculo no rendimento do fundo Ibovespa Ativo

Conforme descrito anteriormente, minha carteira é composta por 3 partes:

1) Carteira de longo prazo: Estratégia Buy & Hold
2) Carteira de curto/médio prazo: Estratégia especulativa, com embasamento em análise fundamentalista
3) Fundo de Ações Ibovespa Ativo

Abaixo as movimentações e resultados de cada uma deles no mês de Fevereiro de 2013.

1) Carteira de Longo Prazo

Fiz alguns aportes em NATU3 e GGBR. O Objetivo principal foi aumentar a proporção destas ações na carteira LP. Pretendo manter um certo balanceamento entre ações mais atreladas ao Ibovespa (como GGBR4) e ações menos atreladas ao índice (como a NATU3). Como não pretendo aumentar a diversificação, a estratégia de aporte se baseia em escolher ações de acordo com momento/preço. O que não significa que sempre vou comprar a ação que mais caiu, como foi o caso de PETR4, e eu não fiz nenhum aporte.

Esta carteira, justamente por possuir uma estratégia Buy & Hold, não deve sofrer operações de vendas, mas ajustes (alocações) que ao longo do tempo vão balanceando a composição da carteira de acordo com o momento do mercado.

O resultado foi ruim, principalmente pela forte queda da PETR4., mas com o balanceamento consegui ganhar do Ibovespa.

Veja abaixo a composição:



Rendimento do mês da carteira LP: -1,14% (Ibovespa: -3,91%)
Acumulado do ano: -3,91% (Ibovespa: -5,79%)

O destaque do Mês foi BBAS3 (+7,95%), seguida de CIEL3 (+5,52%)

2) Carteira de curto/médio prazo

Esta carteira sofreu algumas alterações ao longo do mês. No total foram 2 vendas e 3 compras. Um dos objetivos no mês foi diminuir a diversificação, desta forma a carteira agora possui apenas 7 papéis (ante 8 no mês anterior).

As vendas foram principalmente realização de lucros, conforme abaixo:

- VIVT4, lucro de +12,50%
- CSAN3, lucro de +17,83%

As compras foram:

- HGTX3, BRML3, TIMP3

A carteira terminou o mês assim:


O Rendimento da carteira foi bom, principalmente se levarmos em consideração o fiasco que foi o Ibovespa. Pelo menos tive rendimento semelhante a um fundo DI e não perdi da inflação nesta carteira.


Rendimento do mês da carteira MP/CP: +0,65% (Ibovespa: -3,91%)
Acumulado do ano: +2,04% (Ibovespa: -5,79%


Os destaques do mês foram BRSR6 (+6,16%) e UGPA3 (+6,72%)

3) Fundo de ações Ibovespa Ativo

Sem movimentação no mês

Rendimento do mês: -2,43% (Ibovespa: -3,91%)
Acumulado do ano: -4,24% (Ibovespa: -5,79%)


Total Geral da Carteira

Rendimento do mês pelo sistema de cotas: -0,88% (Ibovespa: -3,91%)
Acumulado do ano: -2,27% (Ibovespa: -5,79%


Conclusão

A carteira foi mal durante o mês, mas principalmente pela forte queda geral do mercado que acabou impactando muito a minha carteira como um todo. Por outro lado, verifiquei que algumas ações mais defensivas e/ou mais atreladas ao mercado interno e consumo, acabaram segurando a queda e deixando o resultado razoável.

Fiquei feliz com o resultado positivo da carteira de MP/CP por 2 meses seguidos, contra queda da Bovespa no mesmo período.

Abraços!

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Seguir por e-mail

Posts Populares

Blogs Favoritos

Estatísticas