Nova Corretora e Aportes MAR/14

terça-feira, 25 de março de 2014


Este mês eu tomei a decisão de abrir conta em uma nova corretora. Até então eu vinha utilizando uma corretora ligada ao banco que mantenho relacionamento, porém após analisar os custos, verifiquei que estava se tornando inviável continuar aportando por ali. Uma grande vantagem das corretoras dos bancos é que quando se aporta, resgata ou recebe dividendos, o dinheiro é movimentado diretamente da conta corrente, porém, por outro lado, os custos são muito altos.

Além do custo da operação (corretagem em si), há bastante tempo eu vinha pensando em uma corretora que oferecesse custos baixos que viabilizassem compra no fracionário, pois aonde eu operava só valia a pena operar no fracionário de papéis com custo nominal alto (Ex.: CIEL3 em torno de R$ 70,00, Ambev antigamente, em torno de R$ 85,00, UGPA3 em torno de R$ 52,00, etc). Desta forma, à partir de agora, posso fazer aportes menores, no fracionário, com custos totais ainda inferiores aos obtidos na corretora anterior.

Falando dos aportes, este mês foram bem menores que os meses anteriores. Isso será uma tendência para os próximos meses e possivelmente até o final do ano que vem (isso mesmo 2015!). Em algum momento oportuno e deverei compartilhar mais detalhes, mas o fato é que está chegando a hora de desembolso de alguns investimentos previamente planejados e terei que manter boa parte do capital em aplicações de renda fixa com liquidez.

O aporte do mês foi de aproximadamente 3,5% do montante acumulado da carteira (o valor nominal é 30% acima da minha meta). Como levei um tempo para escolher e abrir a conta na nova corretora, os aportes foram feitos no dia 13/03 e me parece que tive um pouco de sorte, pois acabei comprando quase no fundo deste mercado que disparou a subir nos últimos dias. Em 13/03 o Ibovespa estava em torno de 45.800 pts (na hora da compra) e agora está em torno de 48.200 pts, portanto uma alta de cerca de 5%. Mas nada que vá fazer muita diferença no longo prazo além da satisfação psicológica de comprar no suposto "fundo".

Abaixo os aportes:

Data     Ação Preço
13/03/14 VALE5 26,61
13/03/14 PETR4 13,35
13/03/14 GGBR4 14,04
13/03/14 UGPA3 51,32

Vejo vocês no fechamento do mês!

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

8 comentários

  1. Porque só valia a pena operar no fracionário em papel de custo alto?
    Fracionário é fracionário, seja para operar LLXL de 0,90 ou MDIA de 86,00

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,
      O problema é o custo da corretagem que onde eu operava passava de R$10,00 por ordem, assim para uma compra de menos de R$2000 eu acabava pagando um valor percentualmente alto. Não há diferença entre fracionário e lote, mas para uma compra pequena a corretagem não compensava.
      Abraços

      Excluir
  2. comprar no fundo e o maravilhoso... E a real demonstracao que vc nao esta no prejuizo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo,
      Lógico que prefiro comprar no fundo, mas foi pura sorte. Não tenho como objetivo buscar a compra no fundo, mas quando acontece é legal.
      Na verdade eu estou é no prejuizo, afinal os outros 96,5% da carteira foram comprados em patamares superiores.
      Abraços

      Excluir
  3. Gostei das compras, visão de longuíssimo prazo, principalmente Petro.
    em relação à corretora de banco, no início das minhas andanças no mercado também usava, mas depois acordei para a vida, isto já tem uns 2 anos. Hoje opero pela Mirae, MyCap, Rico e Spinelli.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uó, compro seguindo a planilha de alocação de ativos. Pra dizer a verdade pretendo diminuir participação em Vale, Petrobras e Gerdau, mas não posso simplesmente parar de comprar (isso explica a questão de diminuir taxa de corretagem e operar fracionário, assim posso comprar um pouquinho).
      Bom, com respeito à corretora, ainda estou me adaptando e acho que foi um bom movimento.
      Abraços

      Excluir
    2. Uó, mais uma coisa. Você tem alguma observação importante sobre as corretoras que trabalha?
      Abraços

      Excluir
  4. Rico: Corretagem cheia é cara (quase 10), como compro no fracionário que é metade então está bom. Ruim para alugar ações porque eles colocam uma taxa adicional para a corretora, mas o HB é um dos melhores, o sistema de gráfico nem tanto.

    Spinelli: Tenho esta corretora apenas para TD porque até o final do ano passado não cobrava taxa de administração, agora passou a cobrar, baixa mas tá cobrando, fico com preguiça de migrar porque uma outra pode vir a cobrar também.

    MyCap: Boa para alugar ações pois não coloca taxa adicional de aluguel, mas precisa mandar email pedindo para alugar. Flexível pois tem 3 planos de corretagem, hoje pago a menor. HB legal e gráfico o melhor de todos.

    Mirae: Boa para alugar ações pois não coloca taxa adicional de aluguel, basta lançar o pedido no site. HB legal mas o gráfico é médio. Corretagem mais barata de todas.

    Se fosse escolher apenas uma entre todas acho que ficaria com a Mycap que possibilita também conta margem. Já para TD escolheria uma que não cobra taxa.

    ResponderExcluir

 

Seguir por e-mail

Posts Populares

Blogs Favoritos

Estatísticas