Fechamento - Setembro 2016

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Pessoal, um misto de dias corridos e falta de motivação com o blog estão me fazendo postergar as postagens, inclusive a atualização mensal. O fato é que a estratégia segue a mesma, o que de certa forma, mantém o processo "boring" no piloto automático.

Não posso dizer que estou desmotivado com as finanças, pois não estou, mas o sentimento é que aprendi muito nos últimos anos de estudos e descobri que o básico já é, de certa forma, suficiente para que eu consiga meus objetivos financeiros, uma vez que estes estão mais relacionados ao poder do aporte do que puramente a rentabilidade obtida. Acredito também que parte desta "chatice" esteja relacionada a bolsa em alta, próxima aos 60 mil pontos, o que psicologicamente tem me deixado mais tranquilo. (devo dizer que em certos momentos duvidei que a bolsa poderia voltar a estes patamares antes de 2018).

Continuo com meus investimentos em ações, que já me geram uma renda passiva bastante interessante e que equivalente a aproximadamente 10% da renda passiva total desejada para aposentadoria. Considero o investimento em ações uma boa opção de diversificação e proteção do capital, mas tenho optado por uma carteira cada vez menos agressiva com o passar do tempo. (não alterei minha carteira de ações, mas tenho aportado mais em RF do que em RV). Atualmente, aproximadamente 10% do meu patrimônio total (incluindo imóveis) está em ações, o que para bom entendedor dá para notar numa conta rápida que o meu patrimônio, se disponível em forma de capital, geraria uma renda passiva suficiente para o nível de vida desejado. (mais ou menos metade do meu patrimônio está "disponível" em forma de capital/investimentos).

Não me sinto "financeiramente independente", pois tenho duas filhas para criar e acredito que os gastos nos próximos anos não seriam cobertos pelo valor estipulado para a renda desejada na aposentadoria, mas por outro lado tenho cada vez menos motivação de ficar me apegando fazendo contas, uma vez que uma boa parte dos meus objetivos já foi cumprida. A cada dia que passa o trabalho se torna cada vez mais uma forma de auto realização e ocupação do tempo ao invés de atender a objetivos "meramente" financeiros.

Muitas vezes eu e minha esposa que, graças a nossa dedicação, alcançamos um nível de renda bom, nos pegamos conversando o porquê não mudamos nosso estilo de vida para o modelo mais "vida-loka". É fato que temos valor e princípios que tornam difíceis atitudes muito radicais ou até irresponsáveis, mas por outro lado, agora que estamos beirando os 40 anos, temos pensado bastante em trabalhar menos e "aproveitar mais a vida". O problema é que, aproveitar mais a vida como queremos, implica em aumento de despesas com supérfluos -- viagens, aquisições e passeios -- e portanto não temos como diminuir a renda neste momento.

Veja só que essa discussão parece conflitante (e é), mas não chega a nos incomodar, pois temos conseguido aproveitar bastante a vida ao mesmo tempo que temos prazer (se é que isso existe) pelas nossas atividades profissionais.

Sem mais delongas, vamos a atualização mensal:

Alocação: 100% em ações* 
Rentabilidade em Setembro/16: +0,22% (Ibovespa +0,80%)
Acumulado Anual 2016: +22,83% (Ibovespa +34,54%)
Acumulado Histórico Jan/12 - Set/16: +7,03% (Ibovespa +2,29%)


*Tenho também alocação em renda fixa, mas a carteira com a rentabilidade gerenciada e compartilhada aqui no blog é apenas a carteira de ações, uma vez que o propósito principal do blog é o estudo de investimento no mercado de ações.

Aporte do mês de setembro foi em Ultrapar e Cielo, além de exercício de subscrição da AES Tietê. O restante foi para RF (Tesouro Direto).

Abraços!

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.


8 comentários

  1. Olá...rentabilidade está bem bonita!! PArabens!!!! Voce pensa em investir nos FII? Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Victor, até que este ano realmente não está ruim a rentabilidade.
      Não penso em investir em FII por enquanto. Como já tenho uma boa parte do patrimônio imobilizada em imóveis, entendo que FII seria uma forma de concentração e não de diversificação. Entendo que os FII são investimentos diferentes dos imóveis, mas de certa forma estão conectados e influenciados pelos mesmos fatores. Em algum momento pretendo me desfazer de uma sala comercial e colocar em FII pode ser uma boa opção.
      Abraços

      Excluir
  2. Fala EI,

    Muito bom ver sua evolução mês a mês. São coisas que me deixam felizes de coração, mesmo sem te conhecer pessoalmente.

    Os melhores investimentos são estes que nos deixam entediados mesmo ...

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu VDC,
      Apesar de não conhecer pessoalmente, muitas vezes temos um graus de afinidade com colegas blogueiros, uma vez que trocamos muitas mensagens e acompanhamos o dia-a-dia, que parece que somos amigos próximos.

      Sobre os investimentos serem "boring", cada vez mais me convenço que quanto mais monótono melhor. Não dá pra comparar a emoção de uma montanha russa com um carrossel, mas não dá pra ficar andando de montanha russa todos os dias durante tanto tempo.
      Abraços

      Excluir
  3. Respostas
    1. DH, fazendo uma história longa curta, vejo Cielo como uma empresa para investimento de longuissimo prazo. Forte geração de caixa, líder de um mercado em crescimento e boa estratégia/gestão me fazer ficar confortável em acreditar que manterá um bom retorno no longo prazo.

      Abraços

      Excluir
  4. A vida do ser humano é marcada por conflitos...
    Sem mais delongas... força na peruca!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Uó, são trade-offs o tempo todo.
      Vida que segue.
      Abraços

      Excluir

 

Seguir por e-mail

Posts Populares

Blogs Favoritos

Estatísticas