10 Corporações Controlam Quase Tudo Que Você Compra

domingo, 26 de janeiro de 2014

No artigo 10 Corporations Control Almost Everything You Buy — This Chart Shows How publicado pelo site policymic.com é demonstrado que apenas 10 grandes conglomerados empresariais controlam quase tudo que nós compramos. São as famosas empresas de consumo que possuem um portfólio enorme, desde produtos para casa, até alimentos, comida de animais e roupas:

fonte: policymic.com - CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Esta rede mostra como estas empresas tem a capacidade de influenciar nossas vidas e como se beneficiar nos negócios devido a este relacionamento com as empresas irmãs. O site cita o caso da Yum Brands, dona das redes KFC e Taco Bell. A Yum Brands é um spin-off da Pepsico e justamente por isso comercializa somente produtos Pepsi em suas lojas.

Outro ponto interessante é que a Procter & Gamble (P&G), uma empresa de $84B, estima que atinge uma população de 4.8 bilhões de pessoas em todo o mundo comercializando de pasta de dentes a medicamentos e produtos para cuidado de crianças como fraldas e pomadas.

A Nestlé, uma empresa de $200B, tem mais de 8.000 marcas em sua rede, de alimentos e chocolates a shampoos (L'Oreal), roupas (como a marca Diesel) e as marcas para animais de estimação Purina e Friskies.

As empresas listadas no artigo são: Kraft, Coca-Cola, Pepsico, General Mills, Kellogg's, Mars, Nestlé, P&G, Johnson & Johnson e Unilever.

Aqui no Brasil, o maior exemplo de empresa nacional com estas características é a Hypermarcas, que possui marcas variadas de adoçantes, preservativos, medicamentos, higiene pessoal entre outros. Com menor diversificação, a AMBEV, de certa maneira, tem estas características, ou pelo menos estaria possibilitada a ir para este caminho (lempre-se que o grupo controlador comprou a rede Burger King e a fabricante de ketchup Heinz).

Já vi muita gente comentando que a Ambev não tem para onde crescer mais e que se continuar a crescer no ritmo que vem crescendo ela vai engolir o Brasil. Eu discordo totalmente destas afirmações, pois em primeiro lugar, o valor de mercado da Ambev é o valor da soma da cotação vezes o número de ações. Pode ser até considerado um número expressivo, mas como o número de ações em circulação no mercado é muito inferior ao número total de ações, não deve ser levado somente este indicador.

Além disso, sabemos que grande parte (ou talvez a maior parte) do capital na bolsa é estrangeiro, portanto não dá para apenas considerar o crescimento do PIB brasileiro e o dinheiro de capital nacional como a única fonte de investimentos para suportar o crescimento da Ambev.

O artigo da PolicyMic fala ainda que além das empresas de produtos de consumo, existem consolidações em outros mercados como de mídia e bancário, principalmente nos Estados Unidos.

Em 1983, eram 50 companhias que controlavam 90% da mídia, atualmente o mercado se consolidou em 6 grandes conglomerados de mídia que controlam os mesmos 90% do mercado. São elas GE, News Corp, Disney, Viacom, Time Warner e CBS.

Veja a representação abaixo:

fonte: www.policymic.com - clique para ampliar
Já no mercado bancário, de um total de 37 bancos, hoje apenas 4 grandes controlam a maior parte do mercado e são frutos de fusões e consolidações: JPMorgan Chase, Bank of America, Wells Fargo e CitiGroup. Veja a representação abaixo:

fonte: www.policymic.com - clique para ampliar

Mais importante do que tomar conhecimento deste fato curioso que é a grande consolidação do mercado, nós investidores temos que ter em mente que nenhuma empresa é tão grande que não possa crescer ainda mais. Desta forma temos que considerar que fusões e aquisições podem acontecer, empresas podem entrar em mercados diferentes, sofrer spin-off, etc

Mas lembre-se, praticamente tudo que você consome vem destas grandes 10 empresa, exceto a cerveja ;)

Importante:
Este material tem propósito meramente informativo e educativo. Não consiste em recomendação financeira ou estratégica para investimentos. Para saber mais sobre as opções de investimento e receber recomendações, procure uma instituição financeira com profissionais habilitados.

6 comentários

  1. E a tendência é cada haver mais gigantes. As políticas anti-monopólio foram esquecidas há tempos.

    ResponderExcluir
  2. A tendência é essa mesma.
    É muito mais rápido comprar ou fazer uma fusão de uma empresa/marca do que construiu uma nova.
    Logo, sobrará somente as micro empresas ou os grande conglomerados.
    Abraço

    ResponderExcluir

 

Seguir por e-mail

Posts Populares

Blogs Favoritos

Estatísticas